Confira 3 mitos esclarecidos sobre a educação digital nas empresas.

educação corporativa
educação digital

Mais de 80% dos adultos utilizam celulares, tablets ou outros tipos de dispositivos móveis. Com essa estatística em mente, não deveria surpreender o fato de que a educação digital nas empresas seja uma preocupação crescente em organizações de todos os portes.

A sua própria experiência profissional é suficiente para demonstrar que, cada vez mais, os dispositivos pessoais estão sendo usados para se conectarem a redes corporativas durante o expediente e, também, para fins de trabalho em fins de semana ou feriados.

Como todo fenômeno crescente, muitas inverdades a respeito do assunto são divulgadas. Mas neste post esclareceremos alguns mitos acerca da educação digital e mostrar que ela pode ser uma aliada para a sua empresa. Boa leitura!

1. Os gestores tendem a proibir a utilização de dispositivos móveis nos locais de trabalho

À medida que esses dispositivos se tornam ainda mais arraigados em nosso cotidiano, é difícil imaginar um cenário em que as organizações possam impedir com êxito sua presença. Cabe aos líderes empresariais com visão de futuro capitalizar essa tecnologia tão versátil.

Com o incremento da mobilidade no local de trabalho, por exemplo, os tablets permitem que os colaboradores participem, remotamente, de videoconferências ou acessem o número de telefone do escritório quando estiverem em movimento.

Muitas organizações já perceberam essa mudança e tomam medidas para se alinhar a ela, investindo na estratégia BYOD (sigla inglesa para “traga seu próprio dispositivo”), oferecendo aos colaboradores a permissão de utilizarem seus próprios celulares a fim de acessar as informações da empresa.

Nesse sentido, o uso de tablets e smartphones é uma ótima maneira de refinar a solução de voz corporativa da sua empresa.

2. Os colaboradores se distraem e perdem tempo com a educação digital?

Na realidade, se uma pessoa tem um emprego, deve fazer o seu trabalho, não é mesmo? Se ela não o fizer, talvez não tenha mais um emprego no dia seguinte.

Como os funcionários se sentem mais confortáveis trabalhando em seus próprios dispositivos, faz sentido aproveitar esse senso de conforto e permitir a utilização de ferramentas que eles já têm à disposição em seus aparelhos.

Lembre que a satisfação do funcionário é uma grande aliada para aumentar a produtividade e a qualidade das tarefas realizadas por qualquer membro de sua equipe.

3. O departamento de TI fica sobrecarregado

Embora seja evidente que, se houver mais dispositivos conectados a uma mesma rede, há mais trabalho a ser gerenciado, o departamento de TI não ficará sobrecarregado, pois a maior parte das lacunas de segurança são parciais e atualizadas automaticamente.

Isso não quer dizer que os profissionais TI estão isentos de preocupação com essas vulnerabilidades de segurança, todavia, algumas medidas simples podem ser tomadas para minimizar esses riscos.

Como elemento prático e relevante para a educação digital nas empresas, você pode habilitar um aplicativo remoto de limpeza e estimular os colaboradores a sempre protegerem seus dispositivos. Dessa forma, o departamento de TI, certamente será capaz de lidar com um leve aumento em sua carga de responsabilidades.

Gostou do nosso artigo? Como sua empresa lida com a utilização de dispositivos móveis no local de trabalho? Faça um comentário no post e divida sua experiência conosco!

O guia definitivo