Métricas de venda: 4 indispensáveis para seu departamento

Métricas de venda indispensáveis

Estamos carecas de saber que o planejamento é fundamental para uma boa gestão. Por sinal, esse normalmente é o primeiro capítulo de qualquer livro de administração básica. Não estamos negando que essa fase seja importante. Acontece que também devemos dar a mesma atenção para o monitoramento das atividades. E para fazer um bom monitoramento, é indispensável contar com as métricas de venda.

Sim, monitorar é tão importante quanto planejar, afinal, de onde saem as informações para realizarmos o planejamento, certo? Quer saber mais sobre as métricas? Então confira 4 métricas de venda que não podem deixar de ser acompanhadas na sua empresa!

1. Taxa de conversão

A taxa de conversão é uma métrica simples, que tem como objetivo avaliar quantas vendas foram realizadas por abordagem junto ao cliente. Ou seja, toda vez que o vendedor entra em contato com o cliente já conta como uma abordagem, que deve ser levada em consideração junto com o número de vendas que foram efetivamente concluídas.

O cálculo dessa métrica é bastante simples, e pode ser feito individualmente, isto é, considerando cada vendedor isoladamente, ou em conjunto, pegando a taxa de conversão de toda a equipe. Basicamente, devemos somar o número de negócios fechados em um período e dividir pelo número de contatos efetivamente estabelecidos com os clientes.

2. Ticket médio

Essa é uma métrica muito similar à taxa de conversão, mas tem um foco um pouquinho diferente. A diferença é que agora não queremos mais saber quantas vendas foram feitas, mas sim, qual foi o retorno em dinheiro que elas trouxeram, em média, para a organização. Também podemos fazer essa análise de forma individual ou levando em conta o resultado da empresa como um todo.

Basicamente, devemos pegar toda a receita e dividir pelo número de vendas concluídas. Se compararmos o ticket médio com a taxa de conversão, podemos ter muitas informações a respeito do perfil de cada um dos nossos vendedores — se preferem vender em volume, por exemplo.

3. Taxa de follow up

Nem sempre os clientes realizam a compra no primeiro momento, mas muitos deles abrem brechas para futuras abordagens. Será que os seus vendedores aproveitam essas oportunidades? Para conferir, você pode acompanhar a taxa de follow up!

Basicamente, a métrica tem como objetivo justamente descobrir se os seus vendedores são persistentes ou se abandonam a venda no primeiro contato. Com essa informação, você pode verificar se a sua empresa tem alguns problemas, como falta de infraestrutura para realizar follow ups ou, simplesmente, se existe alguma questão motivacional.

O guia definitivo sobre vendas

4. Número total de leads gerados

Para concluir, temos ainda a métrica de venda que tem como objetivo acompanhar o número de leads gerado pela empresa ou pelos vendedores. Vale lembrar que são os leads que são trabalhados para que possamos conquistar o nosso objetivo final, que é a venda!

Por isso, é sempre importante verificar se a empresa está gerando leads e como os nossos vendedores estão contribuindo para que esses números aumentem.

E ai, gostou do nosso post sobre métricas de venda? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de muito mais!