Mudança de liderança: desafios para a nova gerência e colaboradores

liderança
mudanca de gerencia

O poder de liderança é uma habilidade desenvolvida pelas experiências e esforços que o indivíduo vai acumulando ao longo da vida.

Mas sua satisfação pode depender especialmente de sair da zona de conforto e renovar os desafios.

Neste contexto, todo empreendimento já lidou ou ainda vai lidar com os obstáculos de incorporar uma nova gerência às suas atividades.

Por isso, no post de hoje vamos tratar das implicações que esse tipo de mudança pode trazer e como agir diante da situação. Confira!

Qual direção o novo líder deve seguir para ter sucesso?

Demonstre segurança

O primeiro passo para cativar sua equipe é demonstrar que você tem capacidade técnica para comandá-los.

Um bom líder é aquele que conserva alinhamento com a cultura da empresa e transmite segurança em suas ações.

Assim, ele consegue credibilidade suficiente para engajar os funcionários e fazer com que entendam os objetivos a serem alcançados.

Se o time tem confiança no seu líder, ele está aberto a receber conhecimento e aprender novas habilidades, refletindo diretamente nos rendimentos da equipe.

Seja cauteloso ao expor suas ideias

O momento de substituição de um líder sempre gera muitas expectativas e os colaboradores ficam receosos, pois não sabem o que está por vir, nem se o seu futuro na organização está ameaçado.

Desse modo, não é interessante que o novo comandante já chegue passando várias informações nos primeiros contatos, isso pode ser encarado como autoritarismo, que você vai querer impor suas ideias sem se interessar pela realidade do ambiente, causando certo desânimo.

O caminho é apresentar os projetos gradativamente e, quando o nível de sintonia com a equipe for alcançado, o trabalho em prol dos objetivos comuns fluirá com mais naturalidade.

Motive os colaboradores

O dia a dia em uma organização por si só é propício para inúmeras situações desmotivadoras, e a mudança de liderança também influencia no desempenho dos colaboradores.

Acima de tudo, o líder que chega precisa desempenhar uma boa comunicação, ser claro ao expor suas perspectivas e salientar por que elas serão importantes.

Outro ponto que merece destaque é a valorização das experiências dos funcionários.

O recém-chegado pode ser bastante competente, mas ainda não está a par de todas as características da área, tornando-se fundamental agregar o conhecimento de quem se encontra ali há mais tempo.

Quando as pessoas têm o seu valor reconhecido, elas se sentem motivadas ao aprimoramento técnico e buscam crescer com as metas da organização, resultando no aumento da produtividade.

Como os colaboradores devem se ajustar a uma nova gerência?

As atitudes dos profissionais também serão de grande valia nesse momento de transição.

O funcionário precisa ter em mente que o novo chefe desconhece suas limitações pessoais, bem como os problemas enfrentados no ambiente de trabalho.

A partir desse conceito, o comportamento indicado é aproveitar uma oportunidade de contato para dar-lhe um panorama sobre a equipe, os pontos fortes e o que ainda requer melhorias.

Procure saber o que a nova gerência espera de você, quais as suas responsabilidades na execução das tarefas.

E lembre-se de se colocar à disposição para o que for necessário quanto aos novos projetos.

No que diz respeito ao desempenho de seus colegas, mantenha a ética e evite comentários negativos.

Com o tempo, o líder saberá exatamente as características de cada um.

A estratégia de transição de lideranças significa um período de adaptação tanto para quem está chegando quanto para os profissionais que já integram o quadro da empresa. Portanto, requer o esforço de ambas as partes para encontrarem equilíbrio e gerarem bons resultados.

Gostou das dicas apresentadas sobre os desafios da implementação de uma nova gerência?

Compartilhe sua opinião conosco!

O guia definitivo sobre vendas