O que é big data e como isso afeta as decisões empresariais

o que é big data

A análise de dados pode ter um papel estratégico no ambiente corporativo.

Utilizada para compreender com maior precisão a posição da empresa no mercado e como é possível atender a demandas de clientes, essa rotina mudou drasticamente nos últimos anos.

O maior acesso a smartphones, assim como as redes sociais e mesmo os chatbots trouxeram novas fontes de informações para empresas.

Nesse cenário, o Big Data surgiu como a peça-chave para empresas conseguirem manter uma rotina de tomada de decisão mais eficaz e serem mais competitivas.

Saiba mais sobre essa tecnologia abaixo!

O que é o Big Data?

O Big Data é o termo utilizado para descrever tecnologias que permitem a análise de um grande conjunto de informações em tempo real.

Elas são utilizadas para definição de estratégias comerciais, nos processos de tomada de decisão, na busca por novas formas de lidar com as tendências do mercado e na otimização de rotinas internas no ambiente corporativo.

Assim, a empresa pode posicionar-se melhor no mercado e manter-se com alta competitividade.

Como as estratégias de Big Data são estruturadas

O Big Data tornou-se uma tendência de grande popularidade no mercado corporativo.

Com o aumento do número de informações disponíveis para uso, empresas precisaram melhorar as suas estratégias e ferramentas de análise, incluindo sistemas mais escaláveis e que fossem integrados com múltiplas aplicações por meio de APIs.

Em geral, aplicações de Big Data trabalham com dois tipos de informações:

Dados estruturados

As informações estruturadas são aquelas que já estão organizadas no momento em que a empresa as coleta para análise.

Esse é o caso, por exemplo, do histórico de vendas de um negócio. Em geral, são registros antigos e mais fáceis de serem classificados para uso.

Dados não estruturados

Os dados não estruturados são os que não estão previamente classificados em grupos e subgrupos.

Esse tipo de informação inclui imagens, vídeos, posts de redes sociais e outros tipos de informações complexas.

Princípios base das ferramentas de Big Data

  • velocidade: as informações devem ser tratadas com alta velocidade e precisão, especialmente quando são criadas em tempo real;
  • volume: para ser eficaz, o Big Data deve lidar com grandes quantidades de informações;
  • variedade: os dados devem ser originados em várias fontes, sendo estruturados ou não estruturados.

Vantagens do uso do Big Data no ambiente corporativo

No ambiente corporativo, o uso do Big Data traz uma série de benefícios para o negócio.

Empresas podem ampliar a sua capacidade de atuar de maneira estratégica, reduzindo custos, aumentando as suas performances e tornando-se mais inovadoras.

As estratégias de tomada de decisão passam a levar um número maior de fatores.

Dessa forma, o gestor consegue aumentar o retorno sobre os seus investimentos.

Já as políticas de vendas terão um direcionamento voltado para as necessidades do mercado.

Prevendo tendências, a companhia conseguirá posicionar-se de forma estratégica, aumentando o retorno sobre seus leads de marketing.

Internamente, o Big Data facilita a identificação de problemas na cadeia operacional do negócio.

Assim, gestores podem fazer mudanças em suas rotinas em busca de melhores resultados e ganhos significativos de performance.

Quer receber dicas para otimizar os seus processos de tomada de decisão e ganhar performance a médio e longo prazo no seu negócio?

Então assine já a nossa newsletter!

Treinando mais com menos

Deixe um comentário

Your email address will not be published.